sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Apece-me gritar, gritar para alguém me ouvir, apaetece-me dizer ao mundo que gosto de ti que és o meu mundo o meu ser como nunca ninguem foi nem será, dizer que preciso de ti para ser feliz dizer que te amo que es uma necessidade.
Tenho saudades do que eramos, tenho vergonha do que te fiz, era tão bom que podese mos voltar a tras no tempo.
Fábio Amorim Varajão, és uma sempre <3